Orçamento Fesporte é 18% maior que em 2020



As aplicações do Tesouro Estadual somadas a outras fontes de receitas destinadas ao gerenciamento do esporte em Santa Catarina, por meio da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) serão de R$ 42.0009.300,00. É o que estabelece a Lei Orçamentária Anual (LOA) publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) no final de dezembro de 2020. O montante é 18% maior ao previsto para o ano de 2020 que foi de R$ 35.671.300,00.

O Estado, por meio da LOA, tem previsão de despesas na ordem de R$ 33.028.200,00 mais uma receita estimada R$ 8.981.100,00 oriunda das arrecadações das loterias que, preferencialmente, deverá ser aplicado em competições no âmbito escolar. Os recursos destinados pelo Estado vão suprir despesas com folha de pagamento de funcionários e a realização de eventos previstos no calendário esportivo deste ano. Vão honrar também outras despesas como o pagamento de R$ 8 milhões destinados a uma agência de publicidade que recentemente saiu-se vencedora de uma licitação exclusivamente voltada para ações de divulgação e campanhas de publicidade da Fesporte.


Emendas podem ampliar recursos

Os recursos são passíveis de alteração para mais conforme eventuais emendas parlamentares. Um exemplo foi protagonizado pela Deputada Federal por Santa Catarina Caroline De Toni (PSL), que em novembro do ano passado, deu entrada junto ao Ministério da Cidadania com um projeto para a liberação de R$ 500 mil.

O valor será aplicado na compra de bolas de handebol, basquete, voleibol, futsal e futebol de campo. Recentemente, a Fesporte adquiriu, por meio de uma licitação, um lote com cerca de 14 mil bolas para diferentes modalidades, sendo que aproximadamente 5 mil foram destinadas para a Secretaria Estadual de Educação que faz distribuição junto as instituições publica de ensino. A outra parte do lote encontra-se estocada nas dependências da Fesporte.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo