Bodyboard para Todos entra no quinto ano

Atualizado: Jun 6

Projeto comunitário conta com núcleos de prática e ensino da modalidade

Crianças e adolescentes até14 anos inscritas aprendem muito mais que bodydoard. Fotos: Divulgação/Fecab

O Projeto Bodyboard para Todos entra no seu quinto ano e com novidades. Originalmente composto por um núcleo, a iniciativa, com supervisão da Federação Catarinense de Bodyboard (Fecab), foi ampliada para três em 2021. Agora, as comunidades das praias de Ponta das Canas, Santinho e Matadeiro entram no mapa do ensino da modalidade com apoio e financiamento da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer e da Fundação Municipal de Esporte de Florianópolis.



Atividades na areia precedem o aprendizado sobre as ondas

O projeto vai além de ensinar bodyboard para as crianças em idade escolar. A proposta tem, além do ensino e prática da modalidade esportiva, a promoção de exercícios físicos funcionais que a modalidade exige para aprimorar o equilíbrio e o movimento sobre as pranchas, passeios ecológicos e culturais nas trilhas da Ilha de Santa Catarina.




Convivência harmoniosa com pescadores nos barracões

Especialmente no período da safra da tainha, os alunos-atletas, além de realizarem atividades na areia, também participam de visitas aos barracões de pescadores. Se familiarizam com a cultura e prática da pescaria, aprendem a respeitar e conviver em harmonia com os pescadores artesanais no período de safra.

“É muito gratificante conviver com essas crianças. A federação de bodyboard tem muito orgulho de contribuir com a iniciação esportiva, proporcionar uma relação importante com essas comunidades e participar da formação destes atletas”, destaca Jarbas Soares, presidente da Fecab.


Alunos se tornam aprendizes da pesca artesanal

Os núcleos são compostos por até 20 alunos-atletas com idade entre 8 e 14 anos matriculados na rede pública e particular de ensino. Eles são assistidos por instrutores credenciados e profissionais de Educação Física com duas aulas semanais, sendo uma no período matutino e outra no vespertino. A participação é gratuita e os alunos são contemplados com roupa térmica (lycra), pé-de-pato e pranchas adquiridas junto aos parceiros institucionais do projeto.











211 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo